SIGA-NOS

SAFs podem ser até 40% dos times na Série A em 2023 Quarta-feira, 26/10/2022 – 14:48 A segunda edição do Brasileiro depois da criação da Lei da SAF, de agosto de 2021, pode ter até 40% dos clubes participantes Sociedades Anônimas de Futebol. Atualmente, a Série A de 2023 já tem garantidos três participantes que aderiram ao modelo: Botafogo e América-MG, ambos já matematicamente livres de qualquer risco de rebaixamento, e o Cruzeiro, campeão da Série B. Cruzeiro foi primeira SAF a garantir acesso; Vasco pode ser a segunda

Até o fim da temporada, esse número pode chegar a oito. O Vasco pode ser o quarto a se confirmar na elite nacional ano que vem, se o Red Bull Bragantino, que entra em campo nesta quarta-feira, pela Série A, ainda não se livrar da ameaça de queda.

O time carioca enfrentará na quinta o Sampaio Corrêa, em São Januário, atrás de uma vitória que garanta o acesso com uma rodada de antecedência, sem depender de qualquer outro resultado adversário. A presença na primeira divisão deve ser o ponto de partida para o salto de qualidade prometido por diretoria e 777 Partners no processo de criação e venda da SAF.

Tanto vascaínos quanto cruzeirenses devem passar por processo de reformulação no elenco. É normal que aconteça com todo time que sobe da segunda para a primeira divisão, SAF ou não.

A comparação entre o elenco atual e o que terminou ano passado mostra que Botafogo, Coritiba, Goiás e Avaí, equipes que ascenderam para a Série A este ano, têm números praticamente iguais de remanescentes da Série B e novidades para o ano na elite: 18 e 28 no alvinegro, 17 e 27 no Coxa, 15 e 27 no time da Ressacada e 19 e 32 no esmeraldino.

O que faz a diferença é o valor investido na contratação dessas caras novas e da comissão técnica para o Brasileirão. Não à toa, enquanto o Botafogo, com a injeção de capital da SAF e o comando do português Luís Castro, briga por vaga na Libertadores do ano que vem, os outros três ainda têm risco matemático de serem novamente rebaixados. No caso do Avaí, ele é de 96%.

Outra SAF que pode chegar à Série A é a do Bahia, em conversas bem adiantadas com o Grupo City. Assim como o Vasco, depende apenas de si para subir nesta rodada — basta vencer o Guarani sexta-feira, na Fonte Nova. Com investimentos garantidos na contratação de jogadores e uma dívida herdada bem menor do que as de Botafogo, Cruzeiro e Vasco, a SAF do tricolor baiano tem tudo para aparecer na metade de cima da tabela da Série A já no ano que vem.

Galo é oitavo elemento

Três SAFs precedentes da Série B, e mais o Grêmio, que já confirmou a volta à elite, podem colocar pressão nunca antes vista sobre os times que já estão na primeira divisão. Normalmente, as equipes que sobem da Série B entram na A na briga para não caírem novamente, servem como uma espécie de gordura para os que estão há mais tempo na competição. Dos 40 times que atuaram na Série A provenientes da Série B nos últimos dez anos, 65% deles (26) terminaram entre os oito últimos colocados.

Essa onda que vem forte da Série B não escolhe adversário e outras SAFs podem perder espaço. Este ano, após 33 rodadas, o Cuiabá tem 76% de risco de cair para a Série B. Até mesmo o Bragantino ainda está ameaçado, com 1%.

Se as duas equipes conseguirem escapar da queda, se juntarão a América-MG, Botafogo, Cruzeiro, Vasco e Bahia, totalizando sete SAFs na Série A em 2023. O oitavo time pode ser o Atlético-MG, que avança na prospecção de interessados em comprar o controle da empresa que o clube de Belo Horizonte pretende criar para tocar o futebol.

Os planos do Galo são ambiciosos, dão conta de finalizar o processo até o começo da próxima temporada, arrecadando com a venda da SAF algo próximo de R$ 1 bilhão. Isso e mais a perspectiva de salto nas receitas com a inauguração da MRV Arena, prevista para maio do ano que vem, devem manter o Atlético entre as equipes mais fortes do país.

Fonte: O Globo CompartilheClique para compartilhar no Twitter(abre em nova janela)Clique para compartilhar no Facebook(abre em nova janela)Clique para compartilhar no Telegram(abre em nova janela)Clique para compartilhar no WhatsApp(abre em nova janela)Curtir isso:Curtir Carregando… Relacionado

Fonte: vasconet.com.br/2022/10/26/safs-podem-ser-ate-40-dos-times-na-serie-a-em-2023

Deixe comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado. Os campos necessários são marcados com *.